Por que quando chove o trânsito fica caótico?

Durante a formação, motoristas aprendem direção defensiva. Aprendem a evitar problemas e fatores de risco de acidentes. Logo, quando chove, alguns condutores aumentam a cautela na hora de dirigir, reduzindo a velocidade.

Cabe lembrar que molhar pessoas nas ruas, durante uma chuva ou ao passar numa poça d'água, é infração de trânsito. Dá multa. E é um comportamento nada cidadão.

Considerando que nem todos os motoristas de Belém são pessoas cuidadosas - bastam alguns minutos em qualquer cruzamento movimentado da capital para perceber -, o excesso de cautela não tem como ser a única justificativa para o trânsito lento durante uma chuva.

Todos os fatores a seguir dizem muito sobre a Região Metropolitana de Belém.

 

Alagamentos travam vias importantes

Os alagamentos e problemas de drenagem nas ruas são um problema concreto. Com isso, concordam Valter Aragão, coordenador de Planejamento do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran-PA); e Rafael Cristo, pedagogo e especialista em trânsito.

Valter pontua que quando há alagamentos numa via muito movimentada, ou de ligação entre muitos pontos da cidade, a capacidade de deslocamento de veículos é limitada.

Por exemplo: quando há alagamentos na avenida João Paulo II, avenida Duque de Caxias, avenida Conselheiro Furtado, rua dos Pariquis, a rodovia BR-316, o túnel do Entroncamento, entre outras pistas muito movimentadas, o número de veículos começa a se acumular.

O tráfego fica confuso num alagamento: motoristas começam a fazer manobras irregulares ou simplesmente ficam com veículo "no prego". As leis de trânsito deixam de valer.

Categoria:depoimentos

Deixe seu Comentário