CorreioCorreios fecham cinco agências no Pará nesta terça-feiras fecham cinco agências no Pará nesta terça-feira

A partir desta terça-feira (16), os Correios vão fechar ao público e encerrar as atividades em 41 agências de 14 Estados do país. De acordo com a empresa, as unidades que serão desativadas ocupam imóveis alugados, poderão ser atendidas por outras próximas (com distância não superior a 2km) e são deficitárias. A companhia informou que não haverá demissões dos empregados das unidades que serão agora desativadas.

Atualmente, a empresa possui cerca de 6 mil agências próprias em todo o país. Segundo os Correios, o encerramento das atividades dessas agências faz parte do processo de remodelagem da rede de atendimento, que prevê a substituição gradativa de unidades convencionais por outros modelos diferenciados. No Rio de Janeiro, serão fechadas as agências da Rua Dias da Rocha, em Copacabana, e a do Tanque, em Jacarepaguá. Além do Rio, haverá fechamento de agências em São Paulo, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Amazonas, Piauí, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Roraima e Rio Grande do Sul.

No Pará, das 183 agências em funcionamento, cinco terão suas atividades encerradas dentro do processo de remodelagem da rede de atendimento. O número representa cerca de 3% do total. Em todo o País, a estatal possui cerca de 6 mil agências próprias. No Estado, região com maior demanda dos serviços é a Metropolitana de Belém. No entanto, na capital, nenhuma agência deve fechar. 

A empresa garante que não haverá demissões. Os funcionários das agências que terão suas atividades encerradas serão lotados em outras unidades. Já o usuário que, a partir de hoje, procurar as unidades Coqueiro, em Ananindeua, Cidade Modelo, em Castanhal, Xingu, em Altamira, Sairé, em Santarém e Araguaia, em Redenção, deve se encaminhar às agências mais próximas. 

Em nota, a estatal justificou que a desativação das unidades faz parte de um processo de readequação da rede de atendimento. Os Correios justificam a medida, devido a otimização e realocação dos recursos existentes, como também de novos canais digitais e outras formas de autosserviços. 


Categoria:Notícias

Deixe seu Comentário